quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

A Etapa Neopúnica em Hispânia

LA ETAPA NEOPUNICA EN HISPANIA

Mora Serrano, B. & Cruz Andreotti, G, La etapa neopúnica en Hispania y el Mediterráneo centro occidental: identidades compartidas. Universidad de Sevilla, 2012   ISBN: 978-84-472-1471-6


Sinopse
O fenómeno da romanização da Hispânia e de boa parte do Mediterrâneo centro-ocidental tem interpretado até não há muito tempo atrás, com uma rigidez e sem matizes nuances, especialmente quando se considera o prolongado período de tempo em que se integra este processo, entre os anos finais do século III aC e a época flávia.

No entanto, a atenção prestada nos últimos anos aos aspetos tão modestos como interessantes da vida quotidiana, das costumes religiosos, ritos funerários, a mantimento das línguas vernáculas, especialmente a fenícios, que põem de manifesto os grafitos tardo-púnicos sobre cerâmicas itálicas, contrasta com as manifestações, muitas vezes, mais aparente que reais, das aristocracias locais, cujo interesse em adotar certas formas e estilos de vida romanos é, nos estágios iniciais da presença romana, o resultado de um oportunismo político claro.

Diferentes substratos e adstratos se fundem e confundem nos territórios hispanos e grande parte do Mediterrâneo Ocidental, onde a antiga presença fenício-púnico tinha deixado uma profunda marca, cujo reconhecimento e interpretação esta cheio de matizes e, em muitos casos, de posições conflitantes que não fazem outra coisa que enriquecer o debate científico.


INDEX



Sem comentários:

Publicar um comentário