quarta-feira, 17 de junho de 2015

Mitologia Popular Galega - Palestra

Mitologia Popular Galega

Quando: 23 Junho
Onde: Ortigueira


A próxima terça feira dia 23 de Junho, coincidindo com o Santo João, o Archeoten que isto escreve estará em Ortigueira (A Corunha) convidado dentro das V Jornadas de Etnografia organizadas pela Fundação Ortegalia para dar um palestra intitulada Mitologia Popular Galega.


Na que falaremos brevemente de um dos seres míticos principais do imaginário popular galego das suas lendas e trataremos de passo algumas das tradições relacionadas com a própria noite de São João e os seus rituais, as suas funções, origens, variantes.


Os que andeis por Ortigueira, quedais convidados a achegar-vos ao Museu Ortegalia para escutar-nos, a palestra decorrera a partir das 6 da tarde, e estais igualmente convidados ao foleom de Sao João que se celebrara nesta vila do Ortegal a partir das 9 da noite.


sexta-feira, 22 de maio de 2015

Homenagem a Fergus Kelly - videos


One day law conference in honour of Professor Fergus Kelly

28 Junho
Dublin


Thomas Charles-Edwards (University of Oxford) - Bretha Comaithchesa and Early Irish Farming



Fangzhe Qiu (University College Cork) - The traditionalisation of early Irish law



Neil McLeod (Murdoch University, Australia) - Removal on Sick-Maintenance: when did it cease?



Paul Russell (University of Cambridge) - Welsh and Latin in medieval Welsh law



Morfydd Owen (Centre for Advanced Welsh and Celtic Studies, Aberystwyth) - Medieval Welsh cows, calves, bulls and oxen



Liam Breatnach (Dublin Institute for Advanced Studies) - The law of the church in Bretha Nemed Toísech



Huw Pryce (University of Bangor) - Nineteenth-century receptions of medieval Welsh law



Jaqueline Bemmer (University of Oxford) - Nuances of immunity and permitted violence: interpreting quotations with glosses and commentary from the cairde-text



Fergus Kelly's retirement speech




+INFO no site do: DIAS

domingo, 19 de abril de 2015

IV Jornadas das Letras Galego Portuguesas


IV Jornadas das Letras Galego Portuguesas

Quando: 30-31 Maio
Onde:  Pitões das Júnias (Montealegre)


Programa

Dia 30 de maio. Sábado

10:00 Abertura IV Jornadas das Letras galego-portuguesas em Pitões

- Lúcia Jorge. Presidente da Junta de Freguesia de Pitões das Júnias
- Representante da Câmara Municipal de Montalegre
- José Manuel Barbosa

1º Painel. Moderador: José Manuel Barbosa: Desperta do teu sono.

- 10:30: Mónica O'Reilly: Myth and identity: Leabhar Gabhála Éireann: Construction and de-construction of irish, Galician and Portuguese Gaelic narrative (Tradução simultânea: João Paredes).

- 11:30: João Paredes: Sobrevivências da antiga religião galaica e concomitâncias na Europa atlântica

- 12:30: Marcial Tenreiro:  Mito, Ritulidade e Território; Para uma etno-árqueologia jurídica na céltica peninsular

13:30: Almoço


2º Painel. Moderadora: Kátia Pereira representante do Polo Eco-Museu do Barroso-Pitões das Júnias

-16:00: Filme: Cemraiost'abram de Mónica Baptista.

-17:00: Rafael Quintia, Miguel Losada e José Manuel Barbosa: Apresentação das Atas das Jornadas das Letras galego-portuguesas dos anos passados.

18:00: Livre

Dia 31 de maio. Domingo

3º Painel. Moderador: David Teixeira Vereador de Cultura e representante da Câmara Municipal de Montalegre.

-10:00: Maria Dovigo: Lei estranha do herdo. Presença da avó na poesia galega contemporânea: As elegias de Joana Torres

-11:00: Hugo da Nóbrega: Identidade toponímica do Norte de Portugal e localização do nome da Gallaecia

-12:00: Conclusões e propostas em comum.

13:00: Almoço

16:00: Visita turística por Pitões das Júnias

-Visita ao Mosteiro de Pitões das Júnias

-Visita à Cascata

-Visita ao Eco-Museu onde se vai expor a panóplia guerreira dos soldados galaicos por parte do grupo Oinaikos Brakaron


+INFO no site das: Jornadas de Letras Galego-Portuguesas

sábado, 18 de abril de 2015

Gallaecia Vol 32


Gallaecia
Revista de Arqueoloxía e Antigüidade

Vol. 32 - 2013


INDEX

ἡ ἀληθεστάτη πρόφασις: Historia, Medicina e Historia de la Medicina
César Sierra Martín

Sobre el primer culto a Caronte en la Península Ibérica. Datos para una discusión
Raimon Graells i Fabregat

Entre naturaleza y cultura: Arquitectura ambigua en la Edad del Hierro del NO peninsular
Marco V. García Quintela

A Indústria Macrolítica Holocénica da Praia de Rio de Moinhos (Marinhas, Esposende, NW de Portugal). Apresentaçâo de um estudo preliminar
Sérgio Monteiro-Rodrigues

Las primeras intervenciones arqueológicas en A Cidadela (Sobrado dos Monxes, A Coruña)
José Manuel Costa García

Aproximación a la distribución espacial de sitios arqueológicos de la Prehistoria Reciente en la Ría de Arousa (Pontevedra)
Félix González Insua

Lorenzo Hervás, o celtismo galego e a lenda de Breogán
Fernando Pereira González

Buscando a La Ragazzona. Prospección arqueológica subacuática en la ensenada de Cariño, Ferrol Español
David Fernández Abella

Cerámica en silos. Contextos Medievais e Modernos na Rúa do Franco nº 31, Santiago de Compostela
Francisco Alonso Toucido, María Pilar Prieto Martínez, Álvaro Rodríguez Resino


Noticiario arqueológico de Galicia y el NO peninsular

Dos monedas romanas tardías procedentes de Cambados (Pontevedra)
José Manuel Costa García, Erik Carlsson-Brandt Fontán

Nuevo hallazgo anfórico romano en Tui (Pontevedra)
Erik Carlsson-Brandt Fontan, David Fernández Abella

Recensiones

García Figuerola, M. Tesoros escondidos de la Meseta Norte, La Editorial de Urueña S.L. Castilla tradicional / Museo etnográfico de Castilla y León, Valladolid, 2012; 246 págs., 34 ilustraciones; 18 cuadros. Prólogo de Carlos Piñel Sánchez. ISBN: 978-84-938164-8-3
Luis Ramón Menéndez Bueyes


Ir ao número da revista: Gallaecia

De Nómadas a Castrejos - Tese On-line


De Nómadas a Castreños

Marín Suárez, C., De nómadas a castreños: El primer Milenio antes de la Era en el sector centro-occidental de la cordillera cantábrica. Tese doutoral, Universidad Complutense, Madrid 2011  ISBN: 978-84-695-1005-6


Sinopse
Este livro inclui o estudo do setor ocidental da Cantábria central durante o primeiro milénio antes da era, embora, embora na prática ultrapassa esse eixo cronológico e espacial proposto. As informações para o Bronze Final ou início de primeira milénio a.C no setor da Cantábria é tão sombria que o estudo começa com Bronze Antigo.


Assim, pode estabelecer as suas características culturais próprias com respeito à área circundante, já que apenas serão compreensíveis as características da Cantábria se comparamos coa sua área imediatamente, especificamente com o extremo norte da Meseta e o Noroeste. Esta comparação é desenvolvida ao longo da tese


O final da tese não termina tampouco com a mudança de era, apesar do título, já que estudar o primeiro milénio a.C. é estudar a Idade do Ferro e do estudo da Idade do Ferro é estudar suas povoados por excelência, os castros que apenas serão abandonados generalizadamente ate os séculos I e II d.C.


 INDEX



Descarrega a tese em:  Academia.edu

HERAKLEION Nº 7


HERAKLEION
Número 7, 2014


Fontes escritas, registo arqueológico, História de África: percursos
possíveis para um método comparativo.  pp. 7-27
Pedro Albuquerque

Un tesoro de dishekels y shekels hispano-cartagineses hallado por
Badajoz.  pp. 29-51
David Martínez Chico

La fundación de la colonia de Norba Caesarina.  pp. 53-64
Luis Amela Valverde

Imagen. Fe. Dinero. Del dinero-mercancía a la moneda-símbolo.
pp. 65-84
Aarón A. Reyes Domínguez

La figura del tyrannus, del rebelde, en la tradición visigoda a través de las
obras de Julián de Toledo. pp. 85-101
José Ángel Castillo Lozano


Recensiones

Confines. El extremo del mundo durante la Antigüedad, Prados, F.;
García, I. y Bernard, G., eds. pp. 103-106
por Laura Arce Cueto

The Ancient Sailing Season, Beresford, J. pp. 106-108
Chiara Maria Mauro

Militares y civiles en la antigua Roma. Dos mundos diferentes, dos
mundos unidos, Palao Vicente, J. J., ed. pp. 109-112
David Álvarez Jiménez



Ir ao número da revista:  Herakleion

sexta-feira, 17 de abril de 2015

Divinidades Indigenas em Portugal - Livro


D´Encarnação, José, Divindades Indígenas sob o Domínio Romano em Portugal. Subsídios para o seu estudo. Universidade de Coimbra, 2015, 2ª edição.   ISBN: 978-972-9004-29-2


O Instituto de Arqueologia da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra acaba de disponibiliçar on-line em pdf através do seu repositorio de publicações digitais a obra clássica de Jose D´Encarnação Divindades Indígenas sob o Domínio Romano em Portugal.


 INDEX



Descarregar o livro:  Div. Indigenas sob Domínio Romano

quinta-feira, 16 de abril de 2015

Genealogias e Migrações na Antiguidade - Livro

Genealogie und Migrationsmythen

Renger, A-B. & Toral-Niehoff, I., Genealogie und Migrationsmythen im antiken Mittelmeerraum und auf der arabischen Halbinsel. Berlin Studies of the Ancient World. Vol. 29, 2014   258pp.  ISBN: 978-3-9816384-0-0


Sinopse
As genealogias são comuns nas culturas do Mediterrâneo antigo e da Península Arábica. Elas são usadas para produzir por meio de relações entre indivíduos e grupos, assim como entre os humanos e divindades, uma continuidade e duração.


Através desse fundamento diacrónica-historicizante são construídos a ordem, a estabilidade e durabilidade, as ruturas e descontinuidades são harmonizadas, permitindo a persistência, continuidade e legitimação de privilégios religiosos, políticos e étnicos.


Essa função jogada pelas genealogias e os mitos das origens das migrações de pessoas fictícias ou reais, duma linhagem ou um grupo étnico. A abordagem interdisciplinar dos mitos genealógicos e de migração constitui a finalidades do presente volume.


Que través dos estudos individuais que o formam, as contribuições da ciência das religiões e teologia bíblica, junto a Arqueologia Clássica Arqueologia, a, os estudos gregos e latinos, a egiptologia e arabística.


 INDEX



Descarrega o livro no site de:  TOPOI

Fundos de Salomon Reinach on-line


Tirés-à-part numérisés de Salomon Reinach


A Maison de l´Oriente e L´Mediterranee está levar a cabo um projeto de gestão, digitalização, documentação e on-line dos fundos documentais, livres de direitos, e incluídos dentro do legado da doação da Biblioteca de Salomon Reinach localizado na biblioteca do MOM.


Estes registos consistem de extratos e reimpressões de revistas científicas internacionais do século XIX e início do século XX, encadernado em volumes chamados baixo termo genérico "tiradas a parte" "separatas"


O doaçao da Sra Reinach à Universidade de Lyon (1937) dotou a Biblioteca da Casa do Oriente e do Mediterrâneo uns importantes fundos sob o estudo da antiguidade clássica, incluindo numerosas obras (Catálogo integrado MOM Library) e volumes encadernados a parte como separatas, que estao actualmente a ser digitalizados.


Os fundos das separatas da biblioteca S. Reinach (637 volumes encadernados e mais de 6.500 artigos) presentam uma grande diversade de conteúdo. Estas publicações internacionais, escritas por arqueólogos, historiadores e outros estudiosos epigrafistas século


XIX, dirigida à Salomon Reinach, tratam principalmente de arqueologia e história antiga, mas também de literatura, educação, medicina, direito legislativo ou política. A heterogeneidade deste fundo reflete uma época em que o conhecimento enciclopédico (científico, literário e político) ainda era a regra


Estas obras também refletem as relações pessoais de Salomon Reinach com estudiosos de todo o mundo. Sendo, além disso, uma documentação muito útil hoje para quem baia trabalhar em questões relacionadas com a Antiguidade Clássica, pois oferecem acceso a revistas internacionais pouco acessíveis já, dispersas ou esquecidas.


Esta documentação também têm interesse para aqueles que interessados na história das ciências humanas, história das mentalidades, etc.


Ir a base de dados: Tirés-à-part Salomon Reinach

quarta-feira, 15 de abril de 2015

Studies in Mediterranean Antiquity & Classics 3/1

Studies in Mediterranean Antiquity and Classics
Vol. 3, 1


Index

Tracking the Odyssey’s Plot through Dawn's Epithets
Kerry Hartwick

Comparative Resistance in Iberia: the Turdetanians 
and the Lusitanians
Julia M. Egan

Whose Forum? Imperial and Elite Patronage in the Forum of Pompeii
Joseph V. Frankl

Whose Town? The Rise of the Elite in Augustan Pompeii
Nora Kassner

Planning Preservation In Pompeii: Revising Wall Painting 
Conservation Method And Management
Jennifer L. Wollner



Ir ao número da revista:  Stud. Medit. & Classics

domingo, 12 de abril de 2015

Paleoambiente na Idade do Bronze - Livro


L´Homme, ses Ressources et son Enviroment

Muriel Mélin, Caroline Mougne. L'Homme, ses ressources et son environnement, dans le Nord-Ouest de la France à l'âge du Bronze : actualités de la recherche. Mémoire Géosciences-Rennes. 2012 155pp.


Sinopse
Este livro é o resultado do Seminário de Arqueologia Ocidente sobre a relação entre o homem e o seu paleoambiente durante a Idade do Bronze no Noroeste de França, que teve lugar 22 de março de 2012 na Universidade de Rennes.


A maioria das comunicações abordam em particular a exploração de recursos naturais, tanto vegetal, animal e mineral, mas também o impacto do homem em seu ambiente através de disciplinas tão variadas como a palinologia, a malacologia marinha, a dendrologia, a carpologia ou das ferramentas macrolíticas e a a produções metálicas



Marcado pela sua natureza multidisciplinaridade, estas atas reúnem artigos de grande interesse, uma vez que oferecem sínteses e modelos, além de dados recentes e originais, derivados principalmente de escavações preventivas recentes.


Eles oferecem um estado muito atual da investigação sobre a questão da interação homem / ambiente na Proto-história antiga e contribuindo para uma melhor compreensão dos sistemas socioeconómicos dessas comunidades.


 INDEX



Descarrega o livro em:  Halshs-archives ouvertes

domingo, 5 de abril de 2015

De Ritos e Homens - Livro

Des Rites et des Hommes

Roure R. & Pernet L., Des rites et des Hommes. Les pratiques symboliques des Celtes, des Ibères et des Grecs en Provence, en Languedoc et en Catalogne. Editions Errance, 2011. 288pp. ISBN 978-2-87772-460-9


Sinopse
A obra constitui o catálogo da exposição homónima do Museu Arqueológico Henri Prades em Lattara (Lattes, Hérault) síntese do mundo ritual gaulês do sul, e os seus vizinhos gregos e iberos.



As práticas rituais dos povos celtas, iberos e gregos da costa da bacia noroeste do Mediterrâneo são ainda longamente desconhecidos, enquanto têm-se feito avances significativos nesta temática nos últimos anos.



O catálogo desta exposição baseia-se nos resultados de um projeto de pesquisa que analisou tudo o registo relativo a essas práticas, destinando-se a identificar os dados à nossa disposição em França e Espanha mediterrâneas para compreender melhor esses gestos rituais em toda a sua diversidade e seus aspetos, tanto coletivos como individuais.


Na exposição "Rituais e Homens", os elementos mais emblemáticos dessas práticas rituais foram apresentados no seu contexto arqueológico, descrito através de noticias sobre vários sítios arqueológicos. 


Quatro capítulos temáticos desenvolvem as principais direções da exposição e permitem comparar, compreender e interpretar diversos tipos de manifestações simbólicas: como os restos arquitetónicos monumentais, as cabeças cortadas, os rituais e cultos domésticos e os cultos gregos.


 INDEX



Descarrega o catalogo em:  Academia.edu

Os Caçadores de Cabeças de Cailar



 Aproveitamos agora no Archaeoethnologica para por agora esta emiçao do programa radiofonico cultural Le Salon Noir de Radiofrance no que se emitiu recentemente uma interessante entrevista ao arqueologo Réjane Roure do Laboratorie Archéologie des Sociétés


Méditerranéennes da Universidade Paul Valéry de Montpellier, junto com um pequeno, mas interessante, documentário intitulado Quando os gauleses perdem a cabeça: Investigação arqueológica sob as cabeças cortadas.


Em ambos dois se passa revista a problemática das cabeças cortadas no mundo gaulês, e céltico em geral, assim como em áreas vizinhas como o âmbito ibérico donde podemos topar os crânio perfurados por pontas no Oppidum de Ullastrett (Girona)

Podeis escoitar aqui abaixo o programa o descarregar o postcat indo a pagina web de FranceCulture.




Pode que também te interesse: Crânios, Troféus ou Ancestrais

quarta-feira, 25 de março de 2015

Royal Scone Conference - Videos


Royal Scone Conference

Perth, Escocia
Novembro 2014


Gordon Noble - Cult and Kingship,Understanding the Early Pictish Royal Centre at Rhynie



Alan Miller - Digital reconstruction of Scone Abbey



Alastair Mann - The Last Coronation of a King of Scots: Charles II in 1651 at Scone



Alexandra Sanmark - At the Assembly: Elite Rituals and the Creation of Ritual Space



David Caldwell - Finlaggan, Islay – a place for inaugurating kings



David Rollason - Stones and stone thrones in ‘celtic’ and non-‘celtic’ kingship across the middle ages



Jan-henrik Fallgren - Scandinavian Hill Forts – Symbolic sites for royal and common rituals



Jana Maríková-Kubková - Prague Castle. Seat of the Dukes and Kings of Bohemia, Place of Their Investiture



John Ljungkvist - Gamla Uppsala through a millennia, a continuous centre in constant transformation



Judith Ley - From Charlemagne’s Royal Residence to the German Coronation Place: A New Theory to the Function and Symbolism of the Aachen Palace



Karsten Ley - ‘Charlemagne’s own palatine chapel: Perception and Development of Aachen’s Carolingian Heritage 1949 ‐ 1978 ‐ 2014



Lucinda Dean - Where to make the king (or queen): the importance of place in Scottish inaugurations and coronations from 1214 to 1651



Matthew Hammond - Perth/Scone and assembly government in the mid-twelfth century



Øystein Erkoll - ‘The Kings’ Chair’ – The Royal Acclamation Tribune on Nidaros Cathedral Cemetery



Patrick Gleeson - Gathering the nations of early medieval Ireland: debating provincial kingship, royal government and ceremony in the post-Roman West



Richard Millar - Scone Abbey: An Overview of its Portfolio of Lands, Rights, and Churches



Andrew Johnson - Tynwald: Assembly, Royal Inauguration and Parliamentary Tradition on the Isle of Man



Extraido de: Boug´s Archaeology