sexta-feira, 7 de Dezembro de 2012

A Disciplina das Coisas


Archæology: The Discipline of Things

Bjørnar Olsen, Michæl Shanks, Timothy Webmoor & Christopher Witmore, Archaeology: The Discipline of Things. Univ. of California Press, Berkeley, 2012  ISBN: 978-0-520-27416-7


Sinopse
Os padrões tradicionais das ciências sociais e naturais (e a sua ontológica) estão mudando e sendo desafiados a partir de posições diferentes (Action-Networ Theory, tecnociência, a fenomenologia, a inteligência artificial, etc). Nos últimos anos, os arqueólogos têm reconhecido essas profundas transformações. No entanto, em vez de reavaliar o potencial único da sua prática e contribuir ao progresso dessas discussões, os arqueólogos têm mostrado complexo de inferioridade como ciência social de segunda, profundamente enraizado mas que responde sobre tudo aos velhos discursos.



Este livro revê os fundamentos da arqueologia para oferecer uma imagem ousada do que os arqueólogos fazem. A Arqueologia é apresentada como um conjunto de práticas e conhecimento interdisciplinares que se ocupam da natureza mesma do humano e de como os humanos se relacionam com as coisas a sua vez, considerando que a disciplina tem uma perspetiva a longo prazo que lhe permite observar de jeito privilegiado a dinâmica entre o homem, a cultura material e o passado


INDEX

Introduction: Caring about Things p. 1

The Ambiguity of Things: Contempt and Desire p 17

Engagement with Things: The Making of Archaeology p.36

Digging Deep: Archaeology and Fieldwork p. 58

Things in Traslation: Documents and Imagery p. 79

Figures for Things: Memory Practices and Digital Translation p. 102

Timely Things: From Argos to Mycenae and Beyond p. 136

Making and the Desing of Things: Human Being and the Shape of History p. 157

Getting on with Things: A Material Metaphysics of Care p. 196

References p. 211

Index p. 245


Sem comentários:

Enviar um comentário