sábado, 12 de maio de 2012

Os Mistérios de Endovélico




ENDOVÉLICO
Mistérios de uma Divindade Lusitana

Quando: 19 maio
Onde: Casa do Fauno, Sintra


Na região do Alto Alentejo, no Alandroal, há quase dois milénios atrás, existiu um importante santuário romano dedicado ao deus lusitano Endovélico.

Apesar das largas dezenas de achados votivos romanos, identificados e recolhidos por Leite de Vasconcelos em 1890, e das descobertas recentes, resultantes das escavações efectuadas pelo arqueólogo Amílcar Guerra em 2002, muitas questões sobre Endovélico continuam ainda hoje sem resposta.


Na década de 1990, Manuel Calado, ao elaborar a Carta Arqueológica do Alandroal, deu a conhecer o santuário lusitano da Rocha da Mina, situado a cerca de 3 km do templo romano, e lançou a hipótese deste ter sido o primitivo templo lusitano de Endovélico. As inscrições romanas contam-nos que esta era uma divindade com poderes curativos e, por isso, comparável ao deus romano Esculápio, existindo no local a prática da incubatio pelos seus seguidores, na qual o devoto dormia na morada terrena do deus, solicitando a resposta aos seus problemas e maleitas através dos sonhos. Teria, inclusive, existido um corpo sacerdotal, que prestaria auxílio nestes processos oníricos e salutíferos.



Através das diferentes abordagens, este Colóquio procurará contribuir para novas visões e entendimentos sobre Endovélico, deus dos lusitanos.


PROGRAMA

10h – S. MIGUEL DA MOTA: OS DADOS ARQUEOLÓGICOS A RESPEITO DO SANTUÁRIO DE
ENDOVÉLICO
Amílcar Guerra Arqueólogo – Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa

11h – ROCHA DA MINA: AS PAISAGENS SINUOSAS
Manuel Calado | Arqueólogo – Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa

12h – Debate

13h – Intervalo para Almoço
15h – DIVINDADES GALAICO-LUSITANAS PRÉ-ROMANAS
Manuel J. Gandra | Escritor e Investigador, IADE

16h – UMA VISÃO PATAFÍSICA DA RESSURREIÇÃO PAGÃ DE ENDOVÉLICO NO ALANDROAL
Gilberto de Lascariz | Escritor e Investigador

17h – Debate

18h – Encerramento



Sem comentários:

Publicar um comentário